Tipos de Publicações Existentes

autopublicação UICLAP

Publicar um livro é o grande sonho e a grande realização de todo autor. O caminho para que essa conquista se torne possível, não precisa — e não é — resumido em um só. Cabe a cada autor pesquisar, ponderar, escolher o meio pelo qual a sua grande jornada acontecerá. 

Neste post, procuro falar das diferenças de publicações que o mercado editorial dispõe. Fique atento, pesquise e opte pela opção que melhor couber em sua perspectiva. Atenção, não crie expectativas irreais sobre o caminho que deseja seguir, parte da realização de um bom autor, é ter o pé no chão. 

AutopublicaçãoO autor não irá contar com uma editora para produzir o seu livro, ele será responsável por TODAS as etapas de produção e edição do seu original, a saber, preparação do texto, revisão, diagramação, criação de ilustrações e artes, criação de capa, registro, ficha catalográfica, selo e numeração de ISBN (não obrigatório), enfim… de tudo! As empresas que trabalham com o sistema de autopublicação, como é o caso da UICLAP, não serão responsáveis pelo conteúdo do seu material, apenas irão disponibilizar espaço de catálogo, tiragem e envio. Isso deixa o autor completamente livre para desenvolver e fazer do seu material o que bem desejar. Mas atenção: o autor também será responsável pela divulgação.

Publicação em Editora Independente: Se a autopublicação é independente, por que separar em outro ponto? Porque existem algumas editoras no mercado que farão a prospecção de livros de maneira independente. Essas editoras irão cuidar de toda a parte burocrática da produção do livro, algumas, oferecem preparação, revisão e edição, outras ofereceram apenas os serviços de tiragem e registro de obra, isso varia. De acordo com essa variação, algumas irão trabalhar com divulgação e marketing, outras não. Todos os processos serão custeados, de maneira total ou parcial, pelo autor. Tudo vai de informação. 😉

Publicação Tradicional: A publicação tradicional é o sonho de muitos, afinal é o meio pelo qual o autor não irá arcar com NENHUM custo para a produção do livro. A editora que trabalha de maneira tradicional, cuidará de todos os processos, incluso marketing, venda e distribuição. Ficarão com um percentual de direito sobre a obra, e o autor, em troca, receberá um percentual por cada exemplar vendido. Pode parecer difícil conseguir um contrato assim, porque as editoras irão avaliar as obras e selecionarão aquelas que realmente serão rentáveis. O livro é um bem de consumo, se ele não gerar potencial de lucro, não será interessante para o investimento do mercado. Neste segmento, muitas decisões serão tomadas pela editora e NÃO pelo autor. Antes de submeter um original a uma avaliação, LEIA O REGULAMENTO da editora em que está interessado. O regulamento varia de editora para editora.

Publicação Comercial: Aqui temos algumas muitas (hehehe) editoras, são aquelas que REALIZARÃO UM ORÇAMENTO PARA A PUBLICAÇÃO do seu original pelo selo deles. Nesse segmento, a editora cuidará da produção, divulgação, venda e distribuição do livro, mas NÃO IRÁ ARCAR com todos, ou com nenhum, dos custos dos processos. As editoras que trabalham assim, enviarão um orçamento com o número de tiragem, processos de produção que serão cobertos pelo valor solicitado, locais de distribuição e vendas, bem como o percentual de lucro por venda realizada que o autor receberá. A editora comercial terá uma maior participação do autor em seus processos de produção, afinal, é ele quem está investindo e precisa saber para onde o seu dinheiro foi.

Agora sabendo a diferença entre os tipos de publicação, cuidado ao fazer exigências que nunca lhe foram asseguradas. Cuidado com o valor do investimento que estão dispostos a realizar e lembrem-se, para o mercado editorial, que é um setor econômico, o lucro também pesa na avaliação de um original.

Tipos de Publicações Existentes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo