Escrevendo um Livro: Como Fazer uma Dedicatória? 

Como Fazer uma Dedicatória

Dedicatórias nasceram como uma forma de agradecimento, mas hoje são muito mais que isso. Quer descobrir como fazer uma dedicatória incrível? Vem com a gente! 

Você já se perguntou qual é a importância de uma dedicatória em um livro?

Primeiro de tudo, saiba que a dedicatória também envolve dedicação e pesquisa. Mas para entender tudo que está envolvido, vamos começar do começo: o que é uma dedicatória? 

Dedicatórias são textos de agradecimento voltados originalmente a reconhecer o apoio financeiro ou permuta de serviços envolvidos na produção editorial de um livro. Hoje, elas são uma maneira de agradecer às pessoas mais chegadas a você, prestar honras a alguém especial ou simplesmente reconhecer a importância da participação, ou do incentivo, para a publicação de um livro. 

Diferente de uma parte de agradecimentos, onde o texto pode ser muito mais detalhado, elaborado e histórico, a dedicatória é um texto curto, um pensamento rápido, a expressão modesta de um sentimento. 

Você não é obrigado a fazer uma dedicatória em seu livro se não quiser, mas caso opte por fazer uma, deixe-a brilhando! 

Passos para criar uma boa dedicatória: 

Pense nas possibilidades! 

Você pode criar uma lista das pessoas que gostaria de ver em sua dedicatória. Inclua seus familiares e amigos próximos. 

Feita a lista, reflita sobre quem, das pessoas marcadas, foi mais importante para que o seu projeto se desenvolvesse, quem te apoiou ou inspirou de alguma forma. O importante é pensar na principal razão envolvida nos nomes que você selecionou. Se é uma homenagem à memória de alguém, se foram importantes, se te  ajudaram a publicar o livro. 

Evite fazer dedicatórias a pessoas que você não conhece pessoalmente sem consultá-las. Acredite, mesmo uma homenagem pode soar invasiva para alguns. 

Liste os assuntos do livro 

Caso você não tenha nenhuma pessoa em mente, você pode dedicar o livro a alguém que trabalhe exatamente com os assuntos abordados no seu texto. 

Se prometeu a dedicatória a alguém, cumpra o que prometeu. Não existe marketing pior do que prometer alguma coisa para um leitor, potencial comprador ou divulgador, e não cumprir. A frustração dessa pessoa será tamanha, que a divulgação do seu livro pode não sair como você esperava.

Apesar de ser um processo pessoal, é importante mostrar que você é uma pessoa de palavra. 

Ah! E mais uma coisa: Você não é obrigado a fazer uma dedicatória para alguém que pede por ela, mas não contribuiu em nada ou não tem relevância para você. 

Para frisar: Se você prometer, cumpra. Mas se não prometeu, te pediram por isso e você não quer, ou não vê razão para fazer isso, você não precisa fazer. 

Agora que já destacamos como escolher a quem dedicar uma obra, vamos para o próximo passo, como fazer. 

Como fazer uma dedicatória? 

O simples nunca sai de moda 

Muitos escritores começam suas dedicatórias com “em memória de” ou “para”. Outros preferem uma dedicatória mais personalizada, que expresse sentimentos em poucas palavras, e usam palavras “com amor a” ou “com todo meu carinho”. 

Sua personalidade pode aparecer na dedicatória 

Se você é uma pessoa formal e faz dedicatórias engraçadas, fica um pouco conflitante o entendimento do texto, alguns podem encarar como sarcasmo. O contrário também acontece, se você é uma pessoa descontraída e alegre, mas na hora de dedicar o livro é solene, formal demais, as pessoas podem não se conectar com o sentimento da mensagem. 

Lembre-se que a dedicatória é feita para pessoas com as quais você teve contato ou que você admira e acompanha. A menos que escreva sob um pseudônimo, deixe que as pessoas te enxerguem no texto. 

Revele um pouco do seu relacionamento com a pessoa a quem seu livro será dedicado. 

Você pode fazer uma piada interna, mostrar um pouco dos sentimentos, escrever uma frase que reflita sua relação com o outro. Será importante para a pessoa e os leitores vão gostar. 

Reforce a mensagem ou tema do seu livro 

Deixe que o seu livro já comece a aparecer daí. Se o sentimento envolvido for destaque, fale dele. Se o protagonista é a peça central da narrativa, estabeleça relação entre o dedicado e a personagem. 

Por exemplo, J. K. Rowling dedicou Harry Potter a sete amigos, ela escreveu:

“Este livro é dedicado a sete pessoas: a Neil, a Jessica, a David, a Kenzie, a Di, a Anne e a você, que acompanhou Harry até o fim.”

Já na dedicatória de Desventuras em Série, Lemony Snicket escreveu: “Para Beatrice – querida, adorada, morta”. Calma, não é mórbido. Durante a série de livros, ele segue com a piada interna à moça morta. 

Agora, se mesmo com todos os pontos, você se sente tímido demais ou escreve sob um pseudônimo, a próxima alternativa pode ser ideal para você: 

Escreva um poema curto ou uma citação

Pode ser uma citação que você ama ou que você acredite ter uma relação com a pessoa envolvida. Um verso que descreva o sentimento do livro, de terminar uma obra, de publicar um livro na UICLAP! Ou seja, que envolva um pouquinho de pessoalidade. 

Além disso, citações e versos de poesias podem ser inspiradores aos leitores. Isso é envolver o seu leitor desde a primeira página. 

O Google pode te ajudar numa pesquisa rápida para ver frases ou buscar por dedicatórias dos autores que admira, para te servir de inspiração. 

Com tudo pronto, não se esqueça de revisar a gramática e a ortografia da dedicatória. Não pode deixar essa parte passar em branco, hein? As primeiras páginas fazem parte do primeiro contato do leitor com a obra. Capriche aí! 

Gostou de aprender mais sobre essa parte da construção de um livro? Então não deixe de fazer as suas anotações e consultar o blog da UICLAP sempre que precisar, para garantir que o seu texto fique incrível! 

A gente quer que a materialização do seu sonho seja a melhor experiência da sua vida.

Você já usou dedicatórias em um livro? Pensou em não fazer? Conta pra gente a sua experiência! 🙂

Escrevendo um Livro: Como Fazer uma Dedicatória? 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo