Os principais dados do Mercado Editorial

Dados do mercado editorial

Dados do Mercado Editorial Sobre Leitores

É sempre importante levarmos em consideração os dados do Mercado Editorial e pesquisas sobre leitores e hábitos de leitura, para que, através destes dados, possamos determinar a melhor maneira de chegar ao leitor, estratégias de vendas e marketing, dentre outras coisas. 

As informações que selecionamos podem te ajudar a entender qual o seu público-alvo, onde encontrá-lo, qual a melhor abordagem e por que o formato de livro físico ainda é a melhor opção para os consumidores. 

Definição de Leitores:

Segundo o Instituto Pró-livro, numa pesquisa com base de dados de 2015: 

Leitor é aquele que leu pelo menos um livro (inteiro ou em partes) nos últimos três meses. 

Não Leitor é aquele que declarou não ter lido nenhum livro nos últimos três meses, ainda que tenha lido algo durante o último ano. 

Essa definição é importante, pois através dela conseguimos perceber um crescimento no número de leitores no Brasil. O site Picodi, em 2019, realizou um levantamento interessante sobre o aumento do interesse por livros aqui no país. 

O Brasil aparece na oitava posição, 74% dos pesquisados compraram pelo menos um livro e apenas 26% não comprou livro algum. 

1º Turquia 87% compraram, 13% não compraram livros – 2º Rússia 82% compraram, 18% não compraram livros – 3º Espanha 81% compraram, 19% não compraram livros – 4º Tailândia 79% compraram, 21% não compraram livros – 5º Romênia 78% compraram, 22% não compraram livros – 6º Malásia 76% compraram, 24% não compraram livros – 7º Eslováquia 75% compraram, 25% não compraram livros – 8º Brasil 74% compraram, 26% não compraram livros

O que isso mostra?

Um crescimento no interesse pelo consumo de literatura. No post que fizemos sobre tendências do Mercado Editorial, destacamos que, atualmente, os leitores procuram suas leituras com base no conteúdo. A pesquisa mostra que 30% das pessoas que irão comprar um livro têm interesse pelo conteúdo, muito mais do que pela edição, brindes e chamarizes. 

30% Assunto/Tema – 12% pelo autor – 11% Dicas de outras pessoas – 11% Capa chamativa – 11% Título do Livro – 7% dicas de professores – 5% Dicas e Resenhas – 2% Publicidade e Anúncios

Invista no conteúdo do seu livro, desenvolva-o bem. Procure ajuda profissional, se necessário, para realizar uma boa revisão e diagramação da sua edição. Aprenda a valorizar o seu conteúdo e tenha orgulho de sua criação. É muito importante que o escritor fale sobre o que escreve, com orgulho de sua criação e desenvolvimento criativo. 

É importante investir em parcerias e estar em contato com os leitores. Ser pronto a ouvir e divulgar a opinião dos leitores sobre a obra. Um leitor puxa o outro, uma indicação faz diferença. 

Também é importante ser um autor com presença onde os compradores estão. E se o seu livro está à venda pela Internet, seja uma pessoa presente também. Participe de grupos de autores e leitores, troque opiniões, crie um perfil para a divulgação do seu trabalho. 

Quais os gêneros mais populares no mundo

O gênero literário mais explorado entre os leitores é a ficção. 

A pesquisa apresenta apenas os dados de consumo mundial, o que não quer dizer que o seu público não irá consumir o seu conteúdo. 

65% Ficção – 41% Literatura de passatempo – 36% Científico ou didáticos – 19% Negócios – 18% Não Ficção – 14% Ciências populares

É importante saber destes dados para que entenda que o percentual dos seus leitores irá variar de acordo com o gênero abordado. E é dentro deste gênero que você deve focar nas divulgações do seu trabalho também. 

Não sabe muito sobre a qual gênero pertence o seu trabalho? Clique aqui para entender melhor 

Você sabe quais as principais formas de acessar e adquirir livros atualmente?

A primeira forma é através dos serviços de vendas, seja em lojas físicas ou pela Internet. (43%) A segunda forma é por meio de presentes.(23%)
A terceira forma é por meio de empréstimos de familiares ou amigos. (21%) A quarta forma é por empréstimo em bibliotecas. (18%) A quinta forma é baixar na internet. (9%) Dados de 2015 – Instituto Pró-Livro

A tendência de compras tem mudado significativamente, os hábitos de consumo dos leitores e compradores de livros acompanham essa mudança. Aproveite para promover o seu livro. 

Não apenas na Internet, mas também a familiares e amigos, estimule-os a dizer o que acharam da leitura, de maneira sincera, e peça que partilhem isso com outras pessoas. Este primeiro grupo será essencial para que mais pessoas se interessem pelo seu conteúdo. Temos um post excelente sobre buzz marketing que pode te ajudar.

Como o leitor compra os livros?

O gráfico mostra que 90% dos leitores compram livros quando recebem indicações, 9% compram porque a instituição de ensino sugere e 1% compra o livro aleatoriamente.

Por que as pessoas leem?

Segundo pesquisa do Instituto Pró-livro, a principal busca por leitura, cerca de 49% dos entrevistados, é para obter conhecimento, depois para crescimento e atualização profissional (23% das pessoas).

Para muitos, a leitura ensina a viver melhor (21%), facilita a aprendizagem e é uma atividade muito prazerosa (entre 17% e 13% dos entrevistados). E você, por que gosta de ler?

via GIPHY

Saber por que você tem o hábito de ler, te permitirá entender melhor o seu livro e encontrar o nicho correto para a divulgação do seu trabalho. Explore isso! 

Você sabia que os livros digitais não são os mais procurados?

Em pesquisa realizada pelo Ibope Inteligência, viu-se que apesar do crescimento considerável nas leituras dos livros digitais, os livros físicos ainda são os mais procurados.

Apenas 34% dos consumidores fazem uso de dispositivos para ler. E apenas entre o público de leitura assídua. 

Para quem faz leitura digital (e-books) os principais dispositivos utilizados são: 

Os smartphones (56% dos leitores), computadores (49%), tablets ou Ipads (18%) e os leitores como o Lev e o Kindle (apenas 4% dos leitores). 

Principais lugares em que as pessoas costumam ler livros:

81% das pessoas leem em casa – 25% leem em sala de aula – 19% leem em bibliotecas – 15% leem no trabalho – 11% leem no transporte público – 8% leem em salas de espera e 4% leem em outros lugares. 

Os dados apresentados também revelam que a leitura está atrelada a conforto, tranquilidade e busca por conhecimento. Assim, assegure-se de deixar evidente aos seus leitores o prazer que apenas o livro físico é capaz de dar.

Abuse de imagens que mostrem a sua relação com os livros, estimule que os leitores tenham contato com o seu conteúdo em lugares confortáveis. Ou para que saibam de fatos inovadores, variados e estimulantes. 

Todos os dados apresentados revelam que o Brasil teve um crescimento considerável no número de leitores, o maior estímulo a isso é a facilidade na aquisição do livro, principalmente nos canais de vendas da internet. E os números também mostram que a preferência do leitor é pelo livro físico. 

Após a leitura do texto, percebe-se a importância de buscar e analisar os dados de mercado para adotar uma estratégia que funcione. Conhecer o público-alvo e saber se comunicar com ele é fundamental para o sucesso do seu livro.

Pílulas UICLAP - De escritor a empresário
Os principais dados do Mercado Editorial

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo