Buzz Marketing e o processo de venda!

Você já reparou que, de vez em quando, de repente, todas as pessoas parecem estar falando do mesmo assunto? Imagine se este assunto fosse o seu livro e isso pudesse contribuir para o aumento das suas vendas? Seria lindo, han?

Imagine pessoas falando sobre sua publicação em torno do cafezinho, na academia, no intervalo de alguma aula, durante um happy hour, em grupos de Whatsapp e até em filas aleatórias.

O que você provavelmente não considerou é que, muitas vezes, esse burburinho pode ser plantado de forma proposital, por meio de estratégias de buzz marketing.

Mas o que significa isso? 

O conceito de buzz marketing

O termo buzz significa zumbido, cochicho, rumor. Sabendo disso, você já deve ter uma ideia do que se trata, certo?

O Buzz marketing é a estratégia que cria uma motivação para que as pessoas comentem, cochichem, falem sobre uma marca, serviço ou produto.

O principal objetivo dele é gerar engajamento com o público-alvo e claro, em muitos casos, um aumento de vendas. No entanto, o buzz marketing é diferente do marketing viral. Enquanto o marketing viral é uma ferramenta mais voltada para atingir o maior número de pessoas em menor espaço de tempo, o buzz marketing tem como princípio o diálogo.

Digamos que esta técnica de buzz seja o mais novo boca a boca 4.0! rsrs

Agora que você entendeu o que é, deve estar se perguntando: Ele se aplica para o meu livro? 

Vamos avançar um pouco mais no assunto para chegarmos a essa resposta.

As estratégias de buzz marketing

No livro Buzzmarketing, uma das maiores bíblias sobre o assunto, o publicitário Mark Hughes aponta que há 6 gatilhos para o buzz.

  1. o tabu;
  2. o incomum;
  3. o extraordinário;
  4. o chocante;
  5. o hilário;
  6. o segredo.

Para facilitar o seu entendimento aqui, antes de mais nada, vamos imaginar cada um destes gatilhos como botões mentais a serem “ligados”, ok?

Botão 1 – O Tabu

A ideia básica aqui é que, felizmente ou não, as pessoas têm uma tendência a falar sobre coisas que não devem falar.  O tabu abrange qualquer assunto controverso que possa desencadear inúmeras opiniões diferentes.  Política, religião e sexualidade são grandes exemplos de tabu.

Se conteúdo de seu livro for controverso, fale sem medo. Antes de mais nada, deixe que as pessoas conheçam a sua história, saibam sua opinião e debatam sobre o que encontraram em seu livro.

Botão 2 – O Incomum

O próximo botão é o botão incomum, também considerado como botão único.
Seu objetivo é criar um posicionamento de produto ou conteúdo que se destaca da multidão. Se você fizer a mesma coisa que todos os outros, você não vai se destacar, e você não vai ver as pessoas falando sobre o seu conteúdo tão facilmente. Fazer algo único e comunicar isso é o que te torna notável.

É claro que criar algo único não é tão simples. Mas o segredo é buscar em cada detalhe de sua história, algo que a torne única.

Botão 3: O Extraordínário

Outra maneira de se destacar e fazer as pessoas falarem sobre determinado assunto é fazer algo notável. Em outras palavras, fazer algo com qualidade e diferencial acima da média.

O desafio aqui é surpreender. As pessoas falam de produtos e serviços que são significativamente melhores do que a média. Se um hotel oferece um serviço decente, ninguém conta a seus amigos sobre isso, mas se um hotel vai além do que é esperado, as pessoas vão falar e, talvez, este hotel perceba indiretamente um aumento de vendas, certo?

Com o livro é a mesma coisa! As pessoas precisam encontrar um fato notável.

Mas diferente do incomum, o fator “uau” neste caso pode estar relacionado simplesmente a satisfação em ler seu livro, seja por que ele tem um valor sentimental, ou por que a história toca de alguma forma ou ensina algo. Se seu conteúdo agregar a este ponto para um leitor, o botão extraordinário será automaticamente acionado na cabeça dele. Em resumo, isso significa que ele vai comentar com alguém próximo o que viu, sentiu, pensou, etc!

Botão 4: O Chocante

Esse está fácil compreender, afinal, chocante é tudo aquilo que choca, seja de forma positiva ou negativa.

Aqui vale uma atenção especial para a capa do seu livro e sinopse, pois elas são o primeiro contato do seu leitor com o seu conteúdo.

Botão 5: O hilário

Vídeos e artigos engraçados são compartilhados com intensidade por que as pessoas gostam de rir e falar sobre coisas que as fazem rir. Mas quando se trata de negócios, ser engraçado não é a coisa mais fácil de fazer.

Acreditamos que este seja um dos mais difíceis de aplicar em um contexto de vendas, especialmente para livros cujo tom pode variar muito de acordo com o gênero. 

Talvez a nossa dica aqui seja o autor aparecer mais. Mostrar a cara nas redes sociais, brincar com seus leitores e tentar, ao máximo, se divertir e engajar seu público-alvo.

Botão 6: Os Segredos

As pessoas gostam de falar sobre duas coisas quando se trata de segredos: 1) os segredos que são mantidos 2) os segredos que são revelados.

Portanto, despertar a curiosidade é uma forma incrível de atrair a atenção de seu público.

Neste sentido, Steve Jobs se superava a cada novo lançamento da Apple.

Diretores de Hollywood também são bons exemplos, pois guardam a sete chaves o final de filmes e séries, e isso, com certeza, contribui, e muito, para o aumento das vendas dos ingressos para o filme ainda no cinema!

É neste meio tempo de segredo que surgem os famosos spoilers, aquelas informações de bastidores que todo mundo adora descobrir e espalhar primeiro.

O gatilho segredo é um dos mais simples de ser atingido e, em suma, eles garantem aos autores uma forte conexão com seus leitores. É este botão mental que faz com que falsas teorias sejam criadas, gerando muitos comentários sobre determinado assunto.

O Buzz marketing na prática

Agora que você já sabe a teoria sobre como pode usar o buzz marketing a seu favor, que tal começar a colocar isso em prática?

Além de pensar em possíveis inserções sobre o tema no modo presencial, por exemplo, pense também como você pode explorar as redes sociais para gerar mais engajamento com o conteúdo de seu post promocional.

Não se esqueça. Um consumidor sempre acredita no outro e o objetivo aqui é fazer com que se interessem por falar de seu conteúdo de forma natural. Só assim você consegue um aumento considerável nas vendas!

Enquanto pesquisávamos o assunto, vimos um post bem legal no blog da Hubify, agência especializada em marketing de performance, com mais dicas sobre essa prática tão difundida. Por isso, já clica aqui se quiser ler mais e ter acesso a alguns cases de grandes marcas.

Ainda pensando em te ajudar a estabelecer um planejamento de vendas, sugerimos também que leia em nosso blog o artigo sobre Como aumentar suas chances de venda, afinal, uma coisa complementa a outra.

Dadas as dicas, então, esperamos que gostem e que nos contem como foi a experiência de vocês com o Buzz! 😊

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.