Pequenas Alegrias Do Morar – Letícia de Almeida Alves

Pequenas Alegrias do Morar

Livro: Pequenas Alegrias Do Morar

Autor(a): Letícia de Almeida Alves

Saiba mais sobre o(a) autor(a): uiclap.bio/leticiadealmeidaalves

Criativo e inovador, livro-diário (ou bullet journal da casa) convida o leitor a construir uma relação de afeto com a morada através de histórias, exercícios de conexão, experiências, dicas de decoração, métodos de organização, projetos de faça-você-mesmo e até receitinhas

Alinhado com as tendências de comportamento da última década em relação ao modo como habitamos e nos conectamos com o nosso lar, o livro Pequenas Alegrias do Morar – 101 ideias inspiradoras para você amar sua casa, da jornalista de arquitetura e design Letícia de Almeida Alves, é um convite pessoal e imersivo a um delicioso mergulho no universo da morada.

Ótima opção para presentear, o livro tem diagramação inspirada nos bullets journals (cadernos para planejar atividades) e páginas permeadas por histórias, exercícios de conexão, inspirações, imagens, dicas, listas de afazeres, ilustrações e espaços reservados para o leitor escrever suas próprias reflexões.

Dividida em quatro temas (decoração, faça-você-mesmo, organização e receitinhas), a obra conta com 101 capítulos recheados por conceitos como hygge (concepção dinamarquesa de aconchego), slow living (viver com mais calma), wabi sabi (a beleza nas imperfeições) e minimalismo (conexão com o essencial) – e uma abordagem de algumas das tendências do morar de forma acessível e afinadas com a proposta central da publicação: o afeto pela casa.

“A ideia não é falar sobre decoração ou organização através de imagens, e sim estabelecer uma leitura acolhedora para que as pessoas se reconheçam nos espaços que habitam – justamente para fortalecer a relação amorosa que possuem com universo particular que chamam de lar, seja ele como for, definitivo, transitório, ideal ou não.”

Letícia de Almeida Alves

“O mais legal é que cada exemplar é único, afinal trata-se de uma espécie de diário meu e do leitor, onde compartilhamos ideias, impressões, sonhos e sensações que permeiam o lar físico e o interno, nosso abrigo sensível”

Letícia de Almeida Alves

Com experiência de mais de uma década escrevendo sobre arquitetura, design e tendências, a jornalista desmistifica conceitos de “certo” e “errado” na composição dos ambientes e oferece na leitura leve e informativa pistas para assimilar o que faz de uma casa um lugar gostoso de se viver.

“É um sonho antigo poder falar de decoração através do afeto. Para escrever esse livro, absorvi o que mais toca minha alma em relação a esse verbo tão gostoso: morar. Me conectei profundamente com minha casa e organizei o que chamo carinhosamente de pequenas alegrias em histórias e ideias”, conta.

“Entendi, ao longo de todo esse tempo como jornalista, que não adianta mostrar imagens de ambientes incríveis para que as pessoas tentem reproduzi-los se, antes de tudo, não houver uma conexão amorosa com a casa. Ou seja, antes da reforma e da cozinha ideal vem o toque, as cores e emoções que cada peça leva para o espaço”, enfatiza.

“Quero inspirar o leitor a sentir as inúmeras alegrias que um lar pode proporcionar. E provar que para conquistar um ambiente acolhedor e gostoso não precisa de muito, é mais fácil do que se imagina”.

 O livro também é altamente interativo. Para além dos exercícios propostos nas páginas, a conectividade acontece em outras plataformas – através do perfil @pequenasalegriasdomorar, o leitor encontra playlists de músicas para acompanhar algumas das ideias sugeridas como o banho relaxante à luz de velas, o preparo das receitas ou o Método Pequenas Alegrias de organização e renovação dos espaços. E também ilustrações para imprimir e enquadrar, ação que complementa o capítulo sobre os painéis de felicidade. Além disso, a página, com 70 mil seguidores, é repleta de referências, informações de estilo e jeitos de morar pelo mundo.

“Além de inspirar, é uma forma de eu me conectar com os leitores e eles me mostrarem as transformações que fizerem em suas casas através das dicas do livro”, diz Letícia.

Longe do óbvio, a publicação é uma viagem pelos sentidos da casa: a autora discorre sobre sua luminosidade, cheiros, silêncios e sons únicos. E aborda temas que talvez passem despercebidos como os vazios da morada, as marcas do tempo, a natureza que habita cada lar e o necessário morar respeitoso.

Com bom-humor e longe de clichês, a obra ainda traz sugestões incomuns como esquecer de vez a imagem de roupas dobradas em um perfeito degradê de cores e acolher a função da gaveta de quinquilharias. “A casa não precisa se manter intacta ou perfeita. O legal da organização é facilitar a vida, transformar os espaços e, neste processo, aproveitar para renovar a energia da nossa casinha interna também”, sugere a autora.

Para arrematar os assuntos que permeiam o universo da casa, há ideias acessíveis de faça-você-mesmo e receitinhas. “São projetos simples de se reproduzir, a ideia é sentir a satisfação de fazer algo com as próprias mãos. Já as receitas são preparações que costumo fazer no dia a dia ou que trazem lembranças gustativas especiais”, comenta. Por fim, a jornalista aborda no capítulo final uma breve história sobre o morar, em que contextualiza algumas das transformações dos últimos 150 anos que resultaram no nosso modo de habitar atual.

Pequenas Alegrias do Morar

Escrito pela jornalista de arquitetura e design Letícia de Almeida Alves e alinhado com as tendências de comportamento da última década em relação ao modo como habitamos e nos conectamos com o nosso lar, o livro Pequenas Alegrias do Morar – 101 ideias inspiradoras para você amar sua casa é um convite pessoal e imersivo a um delicioso mergulho no universo da morada.

Jornalista de arquitetura e design, Letícia de Almeida Alves escreveu por mais de dez anos para revistas como Casa Claudia, Arquitetura&Construção e Minha Casa (Ed. Abril), além de outros títulos do segmento.

Pequenas Alegrias Do Morar – Letícia de Almeida Alves

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo