Livro: Se As Flores Falassem – Nicole Oliveira 

Se as Flores Falassem

Livro: Se as Flores Falassem

Autora: Nicole Oliveira 

Saiba mais sobre a autora: http://uiclap.bio/nixs_oli

Nós nascemos num mundo que já está pronto. Por que menino tem que jogar futebol? Por que menina tem que dançar balé? Por que a gente tem que amar? Por que a gente tem que casar? Por que precisamos do dinheiro? Por que temos que fazer isso ou aquilo? Por que fazemos o que fazemos? Por que somos o que somos? São coisas que já foram definidas muito antes de nós nascermos, muito antes dos nosso pais nascerem, dos nossos avós, bisavós…

Eu acho que a poesia vem para isso: questionar o óbvio. Não apenas questionar, mas mostrar que o óbvio existe. Porque quando vivemos num mundo tão corrido, muitas coisas passam batidas e às vezes, temos que dedicar – nem que seja um milésimo do nosso tempo – para observar essas coisas. E a poesia joga isso na nossa cara.

A poesia é uma resposta. Mas na maioria das vezes ela é uma incógnita que você fica quebrando a cabeça para descobrir. E nesses vais e vens você faz arte com as palavras. 

Foi nesses pilares em que o meu livro – Se as Flores Falassem – nasceu e cresceu. Como adolescente, me expressar através de minha arte foi – e ainda é – um passo muito importante em minha vida, já que por muitas vezes, uma pessoa jovem é vista como um ser dramática, sem perspectiva, sem qualquer independência ou construção de pensamento. Estou aqui para provar que estão errados. 


Se as Flores Falassem

Livro de estreia de Nicole Oliveira, uma artista e poetisa adolescente da geração Z. Nascida em tempos de desordens emocionais e distorções da realidade. Os pensamentos juvenis podem ser mais complexos do que imaginam.

“Minha poesia é mais do que uma critica; Minha poesia é mais do que um ensinamento; Minha poesia é mais do que um aprendizado; Minha poesia é meu triunfo; Como corpo e alma.”


Livro: Se As Flores Falassem – Nicole Oliveira 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo