BISAC – O que é e como funciona?

BISAC – Book Industry Standards and Communications, compõem um sistema de classificação. Trabalhando a partir de metadados, funciona de maneira parecida com a classificação para ordenação usada pelas bibliotecas (CDD). Para que você compreenda melhor do que se trata, vamos por partes. 

O que são Metadados? – São dados, ou pontos de referência, que facilitam a busca e organizam dados por meio de classificação, deixando a pesquisa mais eficiente e rápida. São resumos de informações que permitem um direcionamento para as fontes corretas. Explicando de maneira bem simples. 

Voltando ao BISAC – Foi realmente um sistema pensado para o comércio, usado mais em âmbito norte-americano, passou a ser adotado por empresas que realizam a comercialização de livros aqui no Brasil, como é o caso da UICLAP. As players estrangeiras como Apple, Walmart, Google, Amazon, têm seus cadastros de categorias de livros feitos através do código BISAC. Basicamente, é um sistema de cadastro de categorias

É extremamente importante para autores independentes e para autores que vendem suas obras em plataformas como as acima citadas. As editoras geralmente fazem classificações genéricas dos livros, mas saber a categoria e gênero literário da obra no preenchimento dos metadados deste código, é muito importante. Isso porque os algoritmos levam em consideração este código em suas referências de pesquisa. Se mal preenchido, um romance pode ser indicado, por exemplo, para o público de ficção-científica. 

O BISAC foi desenvolvido pelo Book Industry Study Group (BISG), uma associação comercial dos Estados Unidos, que cuida de padrões técnicos, pesquisa, política para livros e semelhantes, eles desenvolvem meios de facilitar a logística desse mercado. Fazem atualização constante da lista de códigos BISAC, por isso é bom sempre ficar de olho nas listas anuais para ver o que mudou. Editoras grandes geralmente fazem um controle para manter os livros com as referências corretas, mas como destacamos, de maneira genérica.  

Para que o seu livro receba a referência correta, é necessário que esteja com o gênero e categoria exatos. A falta de precisão pode deixar o seu livro sem recomendação como leitura similar e, mesmo nas plataformas de players, ser uma obra sem definições corretas; você perde de ser destacado, consumidores do nicho literário de sua obra não te recebem entre os recomendados. 

O código é sempre composto por três letras e seis algarismos. Exemplo: 

FIC027000; FIC significa Ficção, já o código numérico é 027 definindo como Romance e 000 para a categoria Geral. Logo, o algoritmo entende que se trata de um romance ficcional geral. 

Para que você compreenda melhor os gêneros, subgêneros e categorias literários, temos um artigo excelente e detalhado sobre o assunto:

Entenda gêneros e categorias de livros!

https://blog.uiclap.com/wp-content/uploads/sites/3/2019/11/categorias.jpg

Lembrando que a UICLAP trabalha com este sistema de catalogação. Para que a sua obra se torne então referenciada ao nicho, gênero e categoria corretos, é necessário que no preenchimento dos dados do seu original, todas as informações estejam precisas. 

O preenchimento manual é um pouco complexo e carece do entendimento de metadados do seu livro. Recomendamos, portanto, que procure um serviço profissional para auxiliá-lo, caso deseje fazer o preenchimento por si. Mas com um pouco de paciência e pesquisa, não é impossível. 

Para ver a lista de 2020 de códigos do BISAC, basta entrar no site da própria BISG: https://bisg.org/page/bisacedition 

BISAC – O que é e como funciona?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo