Após acidente grave, morador da Matinha lança livro sobre história de superação na Flifs

Foto: Ed Santos/ Acorda Cidade

Em entrevista ao Acorda Cidade, Adenilton do Carmo Fernandez, que trabalha como repositor de supermercado, falou sobre a inspiração para escrever o livro.

O morador do distrito de Matinha, Adenilton do Carmo Fernandez, de 40 anos, lançou o livro ‘A Força Da Mente Para Vencer Um TCE’ no Festival Literário e Cultural de Feira de Santana, cuja programação foi transmitida online.

Em entrevista ao Acorda Cidade, Adenilton do Carmo Fernandez, que trabalha como repositor de supermercado, falou sobre a inspiração para escrever o livro. Em 2008, ele sofreu um acidente enquanto andava de bicicleta na Matinha e teve um Traumatismo Craniano Encefálico (TCE), com perda da capacidade motora e sequelas neurológicas.

Por conta do acidente, passou por um longo processo de recuperação, e encontrou nas artes e na literatura uma ferramenta importante para o seu desenvolvimento pessoal. Com a perda da fala, Adenilton passou a se expressar através do papel e da caneta, também divulgando a sua história pelas redes sociais.

“Minha deficiência física é, sobretudo, na fala. Eu consigo falar algumas palavras, mas o maxilar está desconectado, e pra eu voltar a falar normal, teria que fazer uma cirurgia ortognática. Eu sofri o acidente em 2008, uma colisão de moto na Matinha próximo à praça e a sede da Matinha. Sofri as sequelas do acidente… A minha inspiração para começar a escrever aconteceu quando eu acordei no hospital e não sabia o que tinha acontecido, só que tinha perdido a comunicação com o mundo e comecei a me comunicar através da escuta e dos desenhos”, afirmou.

O livro, publicado no dia 7 de agosto deste ano, pela editora UICLAP, traz a história de superação de Adenilton e a sua luta contra o preconceito.

“A minha maior dificuldade nessa trajetória foi os comentários maldosos, e sem noção, das pessoas que acham que na dificuldade tem que ficar totalmente excluídos da sociedade, mas comigo não foi assim. Botei a cara no mundo, com o meu caderno e uma caneta para me comunicar, e comecei a evoluir no texto para voltar a ocupar meu lugar na sociedade. Utilizei o desenho para me comunicar com as pessoas que não tiveram a oportunidade de ler ou não sabem ler”, salientou.

Para o morador da Matinha, sua história vai servir de exemplo e incentivo para várias pessoas, que se encontram na mesma situação indesejada. “Esse livro não é só meu, ele representa cada pessoa que encontrei para me ajudar na minha reabilitação. Além disso, eu fiquei muito feliz, porque essa batalha vencida foi um reconhecimento de todas as pessoas que me ajudaram e esse livro valeu mais do que uma montanha de dinheiro.”

Adenilton do Carmo pretende publicar outros livros em breve e colocar em prática outros projetos em sua vida.

“Eu pretendo lançar outro livro, um romance e já tenho ideia de como será. Vou contar uma história do distrito, desde 1985 até 2005. O nosso Brasil tem muita história que merece ser publicada. Também, depois que passar a pandemia, quero trazer a Feira do Livro para a praça de São José.”

Fonte: Acorda Cidade

A FORÇA DA MENTE PARA VENCER UM TCE

Decidi escrever essa autobiografia para mostrar ao mundo como estou vencendo o traumatismo cranioencefálico (TCE) fechado com hemorragia grave e sequela neurológica e motora. Tive perda de massa encefálica e fui traqueostomizado. Além disso, a minha história de superação vai servir de exemplo, incentivo e autoconhecimento para várias pessoas que se encontram em uma situação indesejada como a minha.

Esse livro não é só meu, mas ele representa cada pessoa que contribuiu para me ajudar em minha reabilitação.

Adenilto C. Fernandes

Após acidente grave, morador da Matinha lança livro sobre história de superação na Flifs

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo