Amanda Alonso, uma escritora olimpiense determinada a envolver o público com seus personagens

Amanda Alonso

Ela ama escrever e contar histórias, por isso escreve livros para diferente públicos

Por Camily Vitória – 28/04/2022

Amanda Alonso é formada em Turismo e trabalha com marketing na área de formação. Sua vida com a escrita vem desde 2005, “quando eu tinha dez anos, eu escrevia as famosas “fanfics” que na época era sobre Harry Potter e depois com a série Supernatural passei a escrever também”.

Mas foi com fanfics de Crepúsculo que começou a publicar algumas coisinhas na internet e divulgar seu trabalho, tudo de forma informal. Contudo, é impossível falar sobre sua escrita e não falar sobre sua sua vida como leitora. Amanda se diz uma leitora assídua e desde criança sempre amou ler, contos de fadas até qualquer livro que ela visse pela frente, tanto que leu “Drácula, de Bram Stocker”, aos seis anos escondido e diz que claramente não entendeu nada. O gosto pela leitura contribuía para sua imaginação com as fanfics e com os livros.

Foi em 2009 que decidiu que gostaria de ser escritora e trabalhar com algo voltado para livros, seja escrevendo ou lendo. Na época, a mesma chegou a entrar em contato com uma editora para publicá-los, mas era muito difícil e muito caro publicar um livro no Brasil. Sem alternativas.

Para sorte ou azar, acabou perdendo o arquivo do livro quando seu computador deu um problema e isso desmotivou e desanimou muito. “A sensação era de que tudo estava conspirando contra meu sonho“, relembra Amanda. Chegou a pensar e sentir que a escrita não era para ela.

Colocou seu sonho de publicar em stand-by, mas sempre esteve escrevendo, seja em fanfics ou na sua paixão, que uma delas é o RPG narrativo (RPG = Role Play Game – jogo de interpretação). Neste tipo de jogo, é necessário criar um perfil em um site voltado para isso, criar personagens com histórias, personalidades e interpretar o personagem através da escrita.

Amanda fez amizades incríveis e construiu ao longo dos anos a história de uma família que implorava para ser contada ao mundo. Sua paixão pelo jogo era tanta, que mesmo com a faculdade, continuou jogando, escrevendo e criando um novo mundo. Em 2018, decidiu que iria colocar a história da matriarca no papel, captando detalhes, nuances e tudo o que a família viveu no RPG, pois era uma história digna de ser contada e ela publicaria como livro.

Começou a escrever a história, mas sentia que faltava alguma coisa. Toda vez que pegava o arquivo e relembrava a história de Amara, nome da personagem do primeiro livro, ela sentia que faltava alguma coisa.

Foi em 2020, com a pandemia, que parou para analisar a história e pensou: “o que está faltando na história? É algo que eu quero e desejo contar, mas o que falta?”, citou Amanda.

Percebeu que faltava o elemento fantasioso, a magia do descobrimento, pois a Amara é uma adulta, ela não consegue ver tudo com os primeiros olhos, e decidiu por escrever a história no ponto de vista da filha mais nova de Amara, a Saphira. “O outro (o de 2009) não me sinto bem em dizer que foi um livro escrito, por ter perdido o mesmo, então digo que publiquei e escrevi o primeiro em 2020, no auge da pandemia”, relembra a escritora.

Quando finalizou não conseguia acreditar, era tão surreal e ao mesmo tempo tão natural, como se ela fosse feita para aquilo, o ato de escrever. Com o fim da escrita veio a questão de publicar o livro e só o processo de finalmente enviar o arquivo para a Amazon foi um outro processo interno. Amanda tinha medo de publicar.

Mas no dia 16 de novembro de 2020, seis meses depois de finalizar o livro, finalmente Amanda publicou o livro em e-book na Amazon. Depois de ter o e-book, foi em busca de tentar publicar os livros em físico e veio mais uma dificuldade, os altos preços pós pandemia.

Algo que fez com que o preço do papel estivesse mais caro e tivesse mais uma dificuldade. Pesquisou e descobriu o que os outros autores estavam fazendo, fez inúmeras cotações e, finalmente, conquistou o livro físico pela UICLAP, A plataforma gratuita de autopublicação e venda de livros físicos. .

Apesar do tema do primeiro livro ser uma obra infanto-juvenil, que lembra muito sagas como Harry Potter e Percy Jackson, a protagonista principal é uma garota, totalmente o oposto de obras conhecidas e ela diz que sente que querendo ou não é algo diferente de tudo o que já leu por aí.

A sua maior prova de que a escrita vem para ela com fluidez é que enquanto uma parte dela escreve livros leves de fantasia para jovens adolescentes, algo mais “light”, a outra parte escreve sobre romance +18. Sua mente é uma produção e a cada vez que pisca é uma história diferente, com temas diferentes. Por sorte tem a tecnologia para ajudá-la a organizar todas as ideias, caso contrário, segundo ela, se perderia facilmente.

Nestes livros, para maiores de 18 anos, sempre aborda temas que possam conter alguns gatilhos, por isso aconselha a aqueles que forem ler, sempre ler os avisos que os autores deixam para evitar do leitor se sentir mal com a obra, pois a intenção nunca é esta, mas, sim, fazer com que todos aqueles que leem possam ter um momento de conexão com os personagens.

Ela possui quatro livro escritos e finalizados, destes quatro: dois publicados e um que vai lançar em maio. O quarto que vai publicar no segundo semestre (ainda é um segredo o mês) e está escrevendo o quinto livro, que será lançado em agosto. O livro que ela está escrevendo será publicado antes do quarto livro já finalizado ser lançado. Mas não para por aí, ainda tem muitos outros livros que estão sendo planejados e sua intenção é publicar pelo menos quatro livros por ano.

Fonte: Solutudo

Podem acompanhar ela no Instagram @amanda.allonso.
Link para compra dos livros físico aqui.

Saiba mais sobre o(a) autor(a): uiclap.bio/amandaalonso

A Filha da Escuridão

Existe uma linha tênue entre o mundo mortal e o mundo sobrenatural e possuem algumas regras a serem seguidas, mas a principal de todas elas: não falar sobre o mundo sobrenatural aos mortais. Muitas famílias vivem se escondendo, porém alguns preferem ter uma vida quase normal, se misturando e vivendo uma vida dupla.

Amanda Alonso, uma escritora olimpiense determinada a envolver o público com seus personagens

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para o topo